Por: AGROLINK COM INF. DE ASSESSORIA
A aquicultura é um dos segmentos que mais cresce em produção no Brasil. Segundo relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o crescimento na produção da pesca baterá 104% até 2025. Para manter o destaque na produção e para que os peixes alcancem seu potencial nutricional, a inserção de minerais orgânicos na dieta é uma das alternativas mais promissoras para os produtores.
De acordo com o gerente nacional de Aqua e PetFood da Alltech do Brasil, Maurício Rocha, animais aquáticos sofrem grande interferência do ambiente sobre seu desenvolvimento, necessitando de absorção e retenção de minerais para manutenção no controle osmótico. Em sua forma orgânica, os minerais têm maior biodisponibilidade, possibilitando melhor absorção no trato digestivo e maiores ganhos na produção.
“Além da melhor qualidade de pele e escamas, esses microminerais permitem a maior produção de muco, que proporciona melhor proteção ao peixe contra parasitas, melhor sistema imune e melhor performance zootécnica, como ganho de peso, conversão alimentar e menor mortalidade”.
Qualidade da água e sustentabilidade
Com a maior absorção, menos minerais são encontrados na água, havendo assim um menor índice de contaminação no ambiente. Testes feitos na dieta dos peixes com o uso do premix Aquate, da Alltech, que contém Bioplex – linha de minerais composta por selênio, cobre, zinco, ferro e peptídeo – mostraram que além da digestão, ao serem quelados à moléculas orgânicas, esses minerais se dissolvem menos, tornando mais fácil filtrá-los. Segundo o especialista, cada vez mais, a opção é vista como a mais sustentável.
“É uma questão de tempo para que o mercado visualize isso. Ainda, muitas das dietas voltadas aos seres aquáticos utilizam em grande quantidade os minerais inorgânicos, mas já temos empresas que estão iniciando o uso de orgânicos como suplementação, apontando uma tendência de substituir em até 100% o uso dos inorgânicos”, afirma.
Outro ponto favorável ao uso de minerais orgânicos é a menor interação destes com diversos componentes de uma ração, tais como antioxidantes, vitaminas, minerais e enzimas, devido à ausência de cargas e estabilidade de seus componentes, otimizando o potencial nutricional das rações.
Por: AGROLINK COM INF. DE ASSESSORIA