Entre incontáveis currículos que o Facebook recebe, o de Bertrand Noirhomme não deve ter passado batido. Ele enviou uma torta dentro de uma caixa de metal decorada com imagens, suas experiências pessoais e um QR code que remete a seu site: fb-hire.me — em português, “Facebook, contrate-me”. (QR Code é um código de barras que pode ser escaneado por celulares.)

Nele, Noirhomme se apresenta em um vídeo e dá “F8 razões”, em tom de brincadeira, para que a empresa o contrate. Uma delas é a de ele já contribuir para o desenvolvimento do Facebook, dado o tempo que ele gasta na rede social, “incluindo fins de semana e feriados”. (“F8” é também o nome da conferência de desenvolvedores do Facebook.)

O rapaz ainda mostra que pode conquistar os funcionários do Facebook pela boca, no argumento de número 8: “Eu cozinhei para vocês uma torta. Imaginem só o que vocês poderão achar na mesa do escritório na Páscoa”.

Na razão número 3, ele diz que, depois de um mestrado e muitas viagens, ele mal pode esperar para administrar 800 milhões de contas ativas (número de usuários do Facebook).

O site mostra o making of do “currículo-torta” em fotos. Não se sabe se Mark Zuckerberg ou algum funcionário da maior rede social do mundo experimentou o quitute.

bolo_f8.jpg

 A matéria é de Nayara Fraga – Radar Tecnológico –  blogs estadão